quinta-feira, 2 de junho de 2011

A escolha dos brinquedos.

          Esse post não foi feito só para as mamães e papais, mas também para as vovós, titias, madrinhas, e para todo mundo que bebês e crianças por perto. Afinal quem nunca ficou em dúvida ao escolher um presente? As lojas de brinquedos estão ficando cada vez maiores, e os modelos cada vez mais modernos, tecnológicos, lindos e caros. Mas será que tudo isso é necessário? O ideal é dar brinquedos que estimulem a participação dos pequenos, sua imaginação e coordenação motora.



          Antes de escolher, use a ciência a seu favor. Graças a ela nós sabemos que as crianças têm diferentes habilidades e interesses de acordo com a sua idade. Claro que há exceções, mas no geral, bebês bem novinhos são atraídos por coisas visualmente diferentes, sons e vozes. Por mais que eles pareçam estar inativos, eles são exploradores natos do seu mundinho, e para eles as mãos e os pés são ótimos brinquedos. Aos seis meses os pequenos começam a se mover mais, e a agarrar os objetos.  Nesta fase, opte por brinquedos que apresentem diferentes texturas, sons, cores e movimento, como os clássicos móbiles (principalmente os que podem ser tocados pelos bebês, como os que ficam presos aos carrinhos) e chocalhos.



          Após completar o primeiro ano de vida, o bebê já começa a adquirir repertório, com as primeiras palavras. Para eles, ofereça brinquedos que tenham várias peças e também vários usos diferentes, como blocos de montar. Materiais que incentivem a criatividade, como giz de cera e tintas não tóxicas também são ótimas opções (desde que usados com a supervisão de um adulto, é claro!).



          Enfim, para dar um presente que agrade os pequenos (e também dos pais) não é necessário gastar muito. Claro que há marcas excelentes no mercado, com brinquedos incríveis, mas todos sabem que para uma criança qualquer coisa pode virar brinquedo, uma caixa de papelão velha vira um barco em dois segundos! É legal que a hora de brincar dependa 90% da criança e apenas 10% do brinquedo. Brinquedos que não oferecem interatividade e que as crianças ficam apenas olhando, não são indicados para nenhuma idade.



Amanhã postaremos aqui algumas dicas de brinquedos bem legais, aguarde!

Fonte: Livro “The Experts’ Guide to the Baby Years – 100 Things Every Parent Should Know”.

2 comentários:

  1. Super interessante esse post!!!

    bjsss e obrigada pelo carinho com minha pitchú!

    ResponderExcluir
  2. Ah obrigada você pela visita Carol!
    Beijos! E volte sempre!

    ResponderExcluir